Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato Pardo

Para quem não conhecia, saiam enquanto é tempo...Para quem já conheceu, puxem duma cadeira...Vem aí a versão 2.0...

Eu bem que suspeitava que a minha professora da primária não me gramava por alguma razão...

Visto que ontem foi o Dia do Canhoto, fui dar uma volta pela Rua da Curiosidade e pesquisar algumas características inerentes aos esquerdinos.

- 50% dos gatos são canhotos (olha que bela porra de novidade...).

- São mais propensos a tornarem-se alcoólicos e disléxicos (ok, isto não abona nada em favor do meu fígado).

- Somos melhores a lidar com determinados estímulos (podia fazer uma piada sexual sobre isto mas nem me vou dar ao trabalho, é de caras...).

- Canhotos famosos incluem nas suas fileiras Jack, o Estripador e Osama Bin Laden (tudo rapaziada simpática que convidaríamos para uma cervejola) mas também Einstein e Alexandre, o Grande (o Einstein só convidava por causa do cabelo mas o Alexandre não. Não ia suportar a noite toda ouvi-lo falar do porquê da alcunha. Sim, também é uma cena sexual).

- No passado, os canhotos eram todos vistos como pessoas com tendências rebeldes ou criminosos (eu bem queria ser criminoso mas a minha querida mãe tinha algum receio que eu ao invés de rebentar com cofres bancários acabasse por espalhar as minhas entranhas num qualquer guiché de atendimento do Santander Totta).

- Existe uma percentagem de 20% de probabilidade de um canhoto se tornar um génio, seja lá qual for a área (nem que seja como personagem do filme Aladino...)

Portanto, basicamente é o seguinte...
Somos génios do crime com tendências para boa pinga e sexo tântrico.

Dito assim, até nem soa muito mau...

6 comentários

Comentar post

Uma caixinha catita que permite pesquisar as entranhas dos últimos anos de posts. Muito útil, principalmente porque nem eu já me lembro de metade do que escrevi...

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Agosto 2015

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Licença

Licença Creative Commons
Este obra para além de estar razoavelmente bem escrita (se assim não fosse, não havia tanta gente a plagiá-la), está também licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D